Mudanças no Imposto de Renda devem ser votadas nesta semana


A Câmara dos Deputados deve votar nesta semana, projeto que altera regras do Imposto de Renda. Entre as mudanças propostas, estão a tributação de dividendos e ampliação da faixa de isenção do Imposto. O projeto faz parte da reforma tributária apresentada pelo Governo Federal.


Em entrevista à Rádio Club de Palmas, a professora Cristiane Canton, graduada e mestre em Ciências Contábeis, destaca que a alteração no Imposto de Renda é o ponto de maior impacto na vida do cidadão e das empresas, dentre as três propostas de reforma tributária em discussão atualmente.


Ela explica que a Câmara dos Deputados, o Senado e o Governo Federal apresentaram uma proposta cada para reforma tributária, o que levou à instalação de uma comissão para unificar os três projetos. Um dos pontos em discussão, mas que nesse momento está em segundo plano, é a unificação dos impostos sobre serviços, como ICMS (Impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), PIS/Cofins e ISS (Imposto Sobre Serviços).

O ponto que mais tem avançado nas discussões é justamente o que se refere ao Imposto de Renda. Entre as mudanças no Imposto estão a ampliação da faixa de isenção, passando de R$ 1,9 mil para R$ 2,5 mil, e a restrição do desconto simplificado a quem recebe até R$ 40 mil por ano.

Diante do que está sendo apresentado, a especialista analisa que a proposta do Governo é positiva, sobretudo para a simplificação dos tributos, o que possibilitaria ganho de competitividade pelas empresas do país. Por outro lado, pondera se, realmente, após as suas aprovações, essa reforma se efetivará em redução da carga tributária. “Depende muito. A intenção é boa, mas precisamos aguardar para ver se o resultado será uma redução da carga tributária ou, então, um aumento para as empresas que já estão muito castigadas no nosso país”, pontua.

Fonte: RBJ

Foto: Ilustrativa