Grande massa de ar frio pode ser uma das mais intensas neste século no Brasil