Cantor e compositor tradicionalista, Iedo Silva morre vítima da covid-19


O cantor e compositor tradicionalista Iedo Silva faleceu nesta quarta-feira (15), aos 74 anos. Conforme anunciado em sua página do Facebook, o artista morreu devido à complicações da covid-19. Ainda segundo a publicação, o velório será restrito à família.


“É com imensa tristeza que comunicamos, no dia de hoje, 15 de setembro, dia do gaiteiro, mais uma grande perda para o nosso Rio Grande, Iedo Silva. Vítima de complicações pelo coronavírus, o cantor, compositor e intérprete de grandes sucessos, como Ala-Pucha Tchê, Me Comparando ao Rio Grande, Chiquita e Pampa na Garupa, defendeu, durante os mais de 45 anos de carreira, a música tradicionalista gaúcha”, diz a publicação.

Publicações nas redes sociais do artista indicam que ele havia descoberto um câncer de próstata recentemente e foi internado no Hospital de Clínicas, em Porto Alegre, para tratamento.

Natural de Cachoeira do Sul, Iedo Silva deu seus primeiros passos na música na década de 1960, tocando em bailes de localidades como o Piquiri. Já nos anos 1970, mudou-se para a Capital. Foi nesse mesmo período que fundou o grupo Os Tauras, que deixou na década seguinte para fundar o conjunto Os Farrapos.

Desde o anos 1990, Iedo Silva seguia carreira solo.


Fonte: RBJ

Foto: Divulgação

Ative novo.png
Portal 163.jpg
Confira nossas OFERTAS
Ative novo.png