Câmera mostra momento em que motociclista atira e mata mulher em Curitiba



As imagens da câmeras de segurança do condomínio, no Bairro Santa Candida, em Curitiba, mostram o momento exato em que o carro de Ana Paula Campestrini é abordado pela moto do atirador que dispara vários tiros contra o vidro do carro dela, na manhã desta terça-feira (22). Ana morreu no local. As causas do crime estão sendo investigadas, mas a polícia trabalha com a hipótese de execução. Segundo informações repassadas À reportagem, no local dão conta de que a mulher foi abordada na entrada da garagem do condomínio. Ela teria acabado de se mudar para o local. Nesta manhã (22), um motociclista se aproximou e atirou várias vezes contra o veículo em que mulher estava. Não havia nenhuma irregularidade com o veículo da vítima e uma das hipóteses é de crime passional. A Polícia Civil iniciou a perícia no local. "Pelas características, trata-se de um crime de execução. Foi uma pessoa que veio, não conversou, executou a vítima, uma arma potente de nove milímetros, de uso restrito das forças policiais", disse a delegada Tathiana Guzella. A delegada reforçou o fato de não ter havido uma conversa antes dos disparos. "Ele veio exatamente para essa finalidade", disse. Segundo a delegada, a polícia apurou que a vítima morava no local há pouco mais de uma mês. "Ela teria uma companheira, uma namorada que mora aqui", explicou. Segundo moradores, mais de 14 disparos foram ouvidos e o veículo ficou vários sinais de perfurações. O Siate foi acionado, mas a mulher não resistiu aos ferimentos. "Chegamos ao local e a gente não tinha mais o que fazer, pois foram muitos disparos e a vítima já estava em óbito. Parou a moto do lado do carro e efetuou vários disparos", disse o socorrista Adroaldo, do Corpo de Bombeiros. Uma testemunha disse que um suspeito parou ao lado do veículo da vítima, um Ônix, e efetuou vários disparos de arma de fogo. "Ele parou e deu vários tiros, não é uma briga de trânsito nem nada e era só um motoqueiro, não tinha garupa, não tinha nada", garantiu.


Fonte: Banda B