Cartas na mesa...


Agora sim....cartas na mesa, já temos definidos os candidatos à presidência da república e seus vices.

Da mesma forma, candidatos a governador e seus vices. E ainda os candidatos a deputados, tanto estaduais quanto federais.

Isto posto, como diria meu sogro, chegou a hora das análises e das comparações.

Quem é o melhor? Quem merece nosso voto? Este ou aquele? Será que este vai dar conta?

Será que aquele tem apoio de quem não considero muito? Enfim, cartas na mesa.

Eles (os candidatos), jogam o jogo do convencimento, da argumentação, das ideias que apresentam para se abrirem para o eleitor. Algumas já sabemos que não sairão do papel e outras, podemos apostar que podem se tornar realidade.

Para presidência, o buraco é mais embaixo. Assim que começarem os programas de Tv veremos uma série de ataques, de desmentidos, de palavreados que atestam a seriedade de todos, nunca atingidos por denúncias de corrupção.

Os amigos sim, mas amigos não amigos e eleições, à parte.

Lá vai o povo brasileiro, mais uma vez, escolher um presidente que tente, pelo menos, minimizar os estragos dos últimos 13 anos.

Comprovados os estragos, frise-se. Por outro lado, a linguagem até agora apresentada por alguns candidatos, não traduzem o sentimento do eleitor e nem o que ele espera ouvir. Mas os candidatos insistem em velhas fórmulas, que não levarão o voto para urna.

Assim é a política. Fala-se muito, corre-se muito, ganha-se muito e resolve-se pouco. Ainda mais depois de eleito.

Ao não ouvirem o que o povo fala e comenta à boca pequena, eles deixarão de lado muitas considerações populares que deveriam ser levadas a sério. Basta ver os milhões de vídeos que a Rede Globo recebeu na série O Brasil que eu quero para o futuro....

90% deles falam no fim da corrupção, da seriedade em executar obras, na seriedade em governar, na agilidade em resolver.

A população anda meio de saco cheio de promessas vãs e desvios acentuados de conduta e de verbas.

Estamos, depois de muitos anos, com os olhos mais abertos para comportamentos e companheiros que cercam o chefe maior.

Qualquer deslize será alvo de críticas, de comentários, de ações populares.

Aí reside o cuidado maior que os candidatos terão que ter: equilíbrio, seriedade, propostas e comportamento ilibado.

Acompanhemos as campanhas e rezemos. Nosso futuro começou.

ALEP_COVID_01_300x250px.gif
Portal 163.jpg
Confira nossas OFERTAS
FARMÁCIA ULTRA DESCONTÃO
images.png
banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif